Quem Somos

        O Feverestival é organizado coletivamente desde 2003 e possui um Núcleo Gestor composto por integrantes responsáveis pela continuidade e gestão integral do evento. Além disso, conta com diversos profissionais parceiros, estagiários e voluntários que, anualmente, integram a ficha técnica para a realização de cada edição.  Com uma equipe rotativa, o Feverestival auxilia no desenvolvimento de novos profissionais, proporcionando um campo de experiência nas áreas de produção e técnica, além de investir na coletividade e afetividade como modos de realização do evento.

FEVERES_icone historico.png
babi.png

É designer, ilustradora e animadora. Aprecia projetos que envolvem arte e cultura, tendo desenvolvido identidades visuais, animações, peças para redes sociais e projetos gráficos para diferentes projetos de literatura, artes da cena e audiovisual. Campineira atenta aos movimentos culturais da cidade. Em 2020 uniu-se ao formigueiro criando a identidade visual da 15ª edição e segue buscando pistas sobre as caras que o festival teve, tem e ainda terá.

Bárbara Ghirello

bruna.png

Sócia proprietária da Território Produções Culturais. Formada em Artes Cênicas pela Unicamp, percorreu parte do país como produtora das séries e curtas documentais do Laboratório Cisco. Sempre amante dos festivais, coordenou o FEIA - Festival do Instituto de Artes da Unicamp por dois anos e integra a equipe do Feverestival desde 2015, tendo passado pela produção de espaços, coordenação de logística e coordenação geral. Faz parte do Núcleo Gestor.

Bruna Schroeder

dandara.png

É atriz, arte-educadora e produtora cultural formada em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Entrou na equipe de produção do Feverestival em 2017 a fim de aprender ferramentas sobre gestão cultural e, atravessada pela potencialidade do festival, permaneceu e hoje faz parte do Núcleo Gestor. É alguém que ama e acredita incansavelmente no teatro.

Dandara Lequi

dudu.png

Artista e gestor cultural. Entrou no Feverestival como voluntário em 2017 em busca de experiências coletivas na cidade de Campinas e hoje é parte Núcleo Gestor. Acredita que arte, assim como a vida, se potencializa quando compartilhada, e por isso sua caminhada profissional passeia em diversas áreas artísticas por dentro de diversos grupos, coletivos e espaços culturais e políticos da cidade.

Dudu Ferraz

chico.png

Ator de formação, gambiarreiro de ofício. Formado pela Universidade Estadual de Londrina, atua na área dos bastidores da cena desde 2004. Chegou no formigueiro em 2013, participando de forma menos intensa das atividades. Em 2020, de forma colaborativa, integra a Coordenação Técnica do Feverestival, e posteriormente se juntando ao Núcleo Gestor.

Francisco Barganian

lucas.png

É poeta e produtor, autor de Ainda algo antes de deitar. Tem uma produtora chamada Território Produções Culturais com mais dois sócios. Nela, atua na elaboração, revisão e execução de projetos de diferentes linguagens artísticas, como música, literatura, dança e teatro. É formado em Estudos Literários pela Unicamp, com especialização em Gestão Cultural pelo Senac-SP. Começou sua atuação no Feverestival em 2016, como assistente de produção, e hoje integra seu Núcleo Gestor. 

Lucas Michelani

 
mau.png

Ator, produtor e comunicamor. Compôs o formigueiro na sua 15ª edição como assistente da equipe de comunicação, somando no design gráfico e na relação com as mídias sociais, onde se mantém atualmente pensando na continuidade afetiva entre as redes sociais e a relação com o público.

Maurício Oliveira

victor.png

Ator, produtor e gestor de projetos culturais das mais diversas linguagens artísticas, formado em Artes Cênicas pela Unicamp, trabalha de forma autônoma e constrói sua trajetória profissional no interior do estado de São Paulo. Já foi assistente de produção no Feverestival e atualmente faz parte do Núcleo Gestor coordenando a área de comunicação e desenvolvendo ações que possibilitam a continuidade do Festival na cidade.

Victor Ferrari

vini.png

É ator-pesquisador, produtor, gestor cultural, e artista colaborador de projetos artísticos do interior do Estado de São Paulo. Teve sua primeira experiência no Festival como bolsista, somando a equipe de Produção Internacional do evento. Desde 2019 faz parte do Núcleo Gestor, trabalhando de forma colaborativa e afetiva, e aprofundando o olhar às questões ligadas à Programação Internacional, Sustentabilidade, e Continuidade do Festival.

Vini Silveira

1/5

Gestoras e gestores que assinaram o Núcleo Feverestival a partir de 2007.

formigasroxas4.png

O Núcleo

    Foi entre as edições de 2007 e 2008 que o Festival Internacional de Teatro de Campinas ganhou pela primeira vez um Núcleo oficial de gestão, criado pela necessidade de representação administrativa do festival perante instituições públicas e privadas, parcerias e apoiadores locais. 

      Partiu de mulheres, que se viram representantes desses coletivos, a sistematização dessa gestão da forma como a conhecemos hoje. Logo em seguida, outras mulheres surgiram para fortalecer o Núcleo Feverestival que, naquele momento, nascia como uma organização pra além das burocracias profissionais: era uma grande rede de apoio, cumplicidade, amizade e fortalecimento mútuo para questões além Festival , como o cuidado diário, o zelo coletivo, o suporte para gestação ao parir, etc. 

    Por mais de uma década, o Núcleo Gestor foi composto exclusivamente por mulheres, remando contra as estruturas padrões em que homens decidem e mulheres executam e estabelecendo a continuidade das ações do festival  ao longo do ano.