facebook-domain-verification=bq9ibo57eg8xlel54c8jg23e6jtq1x
top of page
FEVERES__testeira.jpg

Noite de abertura da 18ª edição do Feverestival no Teatro Castro Mendes recebe a peça Auto da Compadecida 


Este fim de semana o Feveres 2024 promove espetáculos e shows no  Teatro Castro Mendes, na Sala Toninhos, na Estação Cultura e no Teatro Barracão


Foto: Tati Motta


Sexta-feira, 28, às 20h, um clássico da cultura popular brasileira, o espetáculo “Auto da Compadecida”, do Grupo Maria Cutia de Teatro [Belo Horizonte/MG] - texto de Ariano Suassuna e concepção e direção geral de Gabriel Villela, traz a tradição popular do cordel para os palcos do Teatro Castro Mendes. Os ingressos estão à venda na bilheteria física do teatro e pelo site, com valores que variam entre R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). 

Logo após o espetáculo, na Praça Correia de Lemos, em frente ao Teatro Castro Mendes, a celebração continua com um gostinho de carnaval que será trazido pelo grupo Maracatucá, de Campinas/SP.


No sábado, 29, uma imersão de arte na Estação Cultura espera o público do Feveres. O grupo de Campinas Rádio Sucata se apresenta às 14hrs na Sala Toninhos, com a contação Histórias do Outro Lado do Mundo. A apresentação é gratuita e aberta ao público - com retirada de ingresso 1h antes do espetáculo. Em seguida, às 17 horas na plataforma da Estação Cultura, a artista também de Campinas, Adnã Ionara, traz o espetáculo Cacunda. Na sequência, também na plataforma da Estação Cultura, a Cia Mungunzá chega da capital paulista para apresentar a obra AnonimATO. E, para fechar o sábado com muita cor e alegria, o Bloco Bloquete, de Vinhedo/SP, realiza um grande carnaval fora de época, também na plataforma da Estação. Com opções gastronômicas no local, a proposta é vivenciar um dia nutrindo corpo e alma, com alimentação e arte. 

No domingo, 30, o artista de Moçambique Klemente Tsamba se apresenta em duas sessões,

às 18h e 21h, no Teatro Barracão, em Barão Geraldo, com o espetáculo Nos tempos de Gungunhana. A entrada é gratuita com retirada dos ingressos no local, 1h antes do espetáculo.


Confira a programação completa da 18ª edição do Feverestival aqui.


O Festival Internacional de Teatro de Campinas  Feverestival é um dos maiores eventos teatrais do interior do Estado de São Paulo. Criado em 2003, em sua trajetória trouxe mais de 200 apresentações inéditas para a cidade, fomentando obras de todas as cinco macrorregiões do Brasil e de diversos países, como: Itália, Argentina, Uruguai, Inglaterra, Alemanha, Bolívia, Finlândia, Israel, Burkina Faso e México. Aos poucos, o Feveres foi alçando novos voos, expandindo sua relação com o território de Campinas e a população da cidade. Além de sua relevância e impacto na arte do interior paulista - ao dar visibilidade às diversas linguagens artísticas, descentralizar ações culturais, promover atividades com acessibilidade e representatividade - o festival tem um expressivo impacto econômico, ao gerar empregos para diversos artistas e trabalhadores da cultura.


O Núcleo do Feverestival é composto por Bruna Schroeder, Cauê Moreira, Dandara Lequi, Dudu Ferraz, Francisco Barganian, Juliana Kaneto e Mariella Siqueira.

O 18º Festival Internacional de Teatro de Campinas é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura, Economia e Indústria Criativas, Núcleo Feverestival e Território Produções Artísticas; correalização da Universidade Estadual de Campinas, Cocen (Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisciplinares de Pesquisa), Lume Teatro (Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da Unicamp) e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal de Campinas; apoio institucional do SESC, SESI, Teatro Barracão, Sala dos Toninhos, Rede Usina Geradora de Cultura e Casa de Cultura Tainã.


コメント


bottom of page